quinta-feira

Justiça





É interessante como lemos, escrevemos e ouvimos coisas e não atentamos para a importância do verdadeiro sentido que estas expressam.
Um exemplo prático, é sobre a palavra JUSTIÇA. De imediato, nos sobrevém o sentido de leis, magistrados, julgamento... o que não deixa de ser verdade. No entanto, ao analisarmos, literalmente, a palavra justiça, no latim - justilia - tem os seguintes sentidos: a) conformidade com o direito - virtude de dar conforme a cada um aquilo que é seu; b) a faculdade de julgar segundo o direito e melhor consciência - conjunto de magistrados judiciais e pessoas que servem junto deles; c) o pessoal dum tribunal - o poder judiciário.

Trazendo esse entendimento para as escrituras sagradas, no Livro dos Salmos, por exemplo, vemos a palavra JUSTIÇA por várias vezes,e dessa forma, vamos introduzir o sentido adequado:

(Salmos 4:5) - Oferecei sacrifícios de justiça (conformidade com o direito - a virtude de dar a cada um aquilo que é seu), confiai no SENHOR.

(Salmos 11:7) - Porque o SENHOR é justo, e ama a justiça (conformidade com o direito - a virtude de dar a cada um aquilo que é seu) o seu rosto olha para os retos.

(Salmos 31:1) - EM ti, SENHOR, confio; nunca me deixes confundido. Livra-me pela tua justiça. (a faculdade de julgar segundo o direito e melhor consciência - conjunto de magistrados judiciais e pessoas que servem junto deles)

(Salmos 35:24) - Julga-me segundo a tua justiça (a faculdade de julgar segundo o direito e melhor consciência - conjunto de magistrados judiciais e pessoas que servem junto deles) , SENHOR Deus meu, e não deixes que se alegrem de mim.

(Salmos 36:10) - Estende a tua benignidade sobre os que te conhecem, e a tua justiça (conformidade com o direito - a virtude de dar a cada um aquilo que é seu) sobre os retos de coração.

(Salmos 43:1) - FAZE-ME justiça (a faculdade de julgar segundo o direito e melhor consciência - conjunto de magistrados judiciais e pessoas que servem junto deles), ó Deus, e pleiteia a minha causa contra a nação ímpia. Livra-me do homem fraudulento e injusto.

(Salmos 82:3) - Fazei justiça (conformidade com o direito - a virtude de dar a cada um aquilo que é seu) ao pobre e ao órfão; justificai o aflito e o necessitado.

(Salmos 112:3) - Prosperidade e riquezas haverá na sua casa, e a sua justiça (conformidade com o direito - a virtude de dar a cada um aquilo que é seu) permanece para sempre.


Podemos sintetizar a JUSTIÇA DE DEUS com as seguintes colocações:

I. O SENHOR NOS LIVRA, JULGANDO SEGUNDO NOSSO DIREITO E MELHOR CONSCIÊNCIA, JUNTO SEU MAGISTRADO (O PAI, O FILHO E O ESPÍRITO SANTO);

II. O SENHOR AMA A VIRTUDE DE NOS DAR O QUE É NOSSO POR DIREITO;

III. NÓS TEMOS UM TRIBUNAL ORGANIZADO PELA JUSTIÇA DE DEUS COM PODER PARA NOS JULGAR E FAZER VALER NOSSOS DIREITOS;

IV. PORTANTO, DEVEMOS OFERECER SACRIFÍCIO, CONFORME O QUE É NOSSO.

Que o Senhor nosso Deus e Pai faça acontecer sua Justiça em nossas vidas, conforme nossos direitos!

Eis, portanto, mais uma NOVIDADADE extraordinária!!!!!!!!!

Marcadores:

0 Comentários:

Postar um comentário

Comente... Interaja!

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial