quarta-feira

(des)Obediência

Gênesis 3

1 Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim?
2 E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos,
3 Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais.
4 Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis.
5 Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.
6 E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.
7 Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais.
8 E ouviram a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim pela viração do dia; e esconderam-se Adão e sua mulher da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim.
9 E chamou o Senhor Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás?
10 E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me.
11 E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses?
12 Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi.
13 E disse o Senhor Deus à mulher: Por que fizeste isto? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi.
14 Então o Senhor Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida.
15 E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.
16 E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor, e a tua conceição; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará.
17 E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida.
18 Espinhos, e cardos também, te produzirá; e comerás a erva do campo.
19 No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás.
20 E chamou Adão o nome de sua mulher Eva; porquanto era a mãe de todos os viventes.
21 E fez o Senhor Deus a Adão e à sua mulher túnicas de peles, e os vestiu.
22 Então disse o Senhor Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente,
23 O Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado.
24 E havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida.




Mateus 3

1 E, naqueles dias, apareceu João o Batista pregando no deserto da Judeia,
2 E dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.
3 Porque este é o anunciado pelo profeta Isaías, que disse:Voz do que clama no deserto:Preparai o caminho do Senhor,Endireitai as suas veredas.
4 E este João tinha as suas vestes de pelos de camelo, e um cinto de couro em torno de seus lombos; e alimentava-se de gafanhotos e de mel silvestre.
5 Então ia ter com ele Jerusalém, e toda a Judeia, e toda a província adjacente ao Jordão;
6 E eram por ele batizados no rio Jordão, confessando os seus pecados.
7 E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus, que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?
8 Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento;
9 E não presumais, de vós mesmos, dizendo: Temos por pai a Abraão; porque eu vos digo que, mesmo destas pedras, Deus pode suscitar filhos a Abraão.
10 E também agora está posto o machado à raiz das árvores; toda a árvore, pois, que não produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo.
11 E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo.
12 Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará.
13 Então veio Jesus da Galileia ter com João, junto do Jordão, para ser batizado por ele.
14 Mas João opunha-se-lhe, dizendo: Eu careço de ser batizado por ti, e vens tu a mim?
15 Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu.
16 E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele.
17 E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.

No texto de Gêneses Capítulo 3, percebemos a atitude da desobediência e suas consequências, quanto ao fato da serpente induzir Eva, que por sua vez induziu Adão a comer o fruto da árvore que o Senhor Deus ordenara não o fazer.
Desse relato, podemos observar alguns pontos interessantes:
a. Deus deu ordem a Adão;
b. A serpente foi tentar a mulher [por que não Adão, a quem Deus havia ordenado?];
c. Adão deu ouvidos à voz da mulher e não a de Deus;
d. Após o pecado [desobediência], perceberam a nudez e fugiram da presença de Deus;
e. Como/por que perceberam que estavam nus?
f. Adão atribui a culpa à mulher [dada por Deus] e esta, culpou a serpente...;
g. Deus os vestiu com túnicas [cobriu a nudez];
h.Deus pune cada um pelo seus erros [punição/consequências: inimizade, dor, suor e trabalho, retirou-os do Jardim do Éden];
i. O Senhor Deus retirou-os do jardim do Éden, tendo em vista conhecerem o bem e o mal [como um de nós verso 22 ] e para que não comessem também da árvore da vida e se tornassem imortais;
j. Por causa da desobediência de Adão, o Senhor Deus determinou a volta do homem ao pó, do qual foi formado [primeira morte].
Podemos sintetizar a reflexão deste texto, da seguinte forma: o pecado é a desobediência a Deus e traz consequências negativas, punições originadas pelas atitudes erradas. 
Quando desobedecemos a Deus tendemos a fugir de sua presença [entendimento do pecado/percepção da nudez]. Não assumimos nossos erros e procuramos sempre culpar outras pessoas e/ou situações e até mesmo o próprio Deus [... a mulher que me deste]. Porém, o Senhor Deus nos reveste, nos perdoa e nos dá nova chance. 

No texto de Mateus 3, João Batista aparece no deserto pregando o arrependimento para conduzir ao caminho do reino dos céus. Houve batismo, confissão e arrependimento dos pecados.
João Batista refere-se aos fariseus e saduceus como raça de víboras, por tentarem fugir da ira de Deus, sem produzirem frutos dignos de arrependimentos. Jesus é batizado para cumprir a Justiça e é estimado pelo Pai. João batizou com água e Jesus batiza com o Espírito Santo.
Refletindo nos dois textos, podemos assimilar que, no Antigo Testamento, Adão não cumpriu a justiça estabelecida por Deus e foi retirado [lançado fora] do Jardim do Éden, no entanto, reconheceu que havia contrariado o senhor Deus, fugindo de sua presença [temeu, ficou envergonhado/arrependido...]. No Novo Testamento, Jesus cumpre a justiça de Deus em todo o tempo, dá exemplo sendo batizado por João Batista que pregava a confissão e o arrependimento dos pecados através do batismo. Os fariseus tentam fugir da ira de Deus, buscando sua presença com o batismo sem os frutos do arrepndimento [temor] e João salienta que toda árvore que não produzir bons frutos será cortada e lançada no fogo.
Podemos concluir que, não importa apenas estar na presença de Deus, importa batizar-se para confissão e arrependimento dos pecados [produzir bons frutos - obediência].
 Paz e Bênçãos!

Marcadores:

0 Comentários:

Postar um comentário

Comente... Interaja!

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial